20 de março de 2006

Marcas da Violência

Melhores de 2005

Marcas da Violência

Nunca fui muito fã de Cronnerberg. Sempre assisti a seus filmes, mais como curiosidade de cinéfilo do que propriamente fã da sua arte.
Lembro quando assisti a Gêmeos- Uma Mórbida Semelhança, no extinto Cine Elétrico Augusta. Foi antes de uma festa numa sexta-feira. O filme me perturbou tanto (horror!), que desisti de ir à festa e fui puxar mágoa em casa, incapaz de me alegrar depois daquilo que vi.Talvez, por esse episódio e, também pelo filme Mistérios e Paixões, este que na verdade não entendi nada, fazendo com que eu me sentisse muito burro.Desisti do cineasta.
Mas como uma opinião sempre é passível de mudança...
Ah! Chegou este filme.O que falar de “Marcas da Violência”?
Sobre seu genial plano-sequência logo no inicio do filme?Culminando com o grito da menina filha do casal de protagonistas?
Sobre suas cenas absolutamente geniais e criativas de sexo, seja na escadaria, naquela explosão de amor e fúria? Ou aquele 69 romântico?
Este é um filme que não tem uma cena que pode ser dispensável, é tudo ligado numa direção primorosa, com atuações marcantes e fortes. Maria Bello é a grande injustiçada do Oscar.
Pra mim, já não bastasse tudo isso, tem a cena final, novamente com a menina linda e angelical, trazendo um pai atordoado de volta ao seio da família, com um simples colocar de prato em cima da mesa, onde o jantar está sendo servido.Um dos melhores finais de filme que vi na vida de todos os tempos de cinéfilo.
Para se ver e rever sempre.

3 comentários:

  1. Lembro que quando assisti GÊMEOS no cinema, fiquei bastante deprimido quando peguei o ônibus pra ir pra casa. Quando o revi em vídeo não teve o mesmo impacto. Cinema é sempre melhor...

    ResponderExcluir
  2. É ailton, este filme me deixou mal, nem quis saber de assistir novamente. Falando nisso, vê se assiste novamente "Marcas da Violência", lembro de ter lido que você estava sonolento no dia que assistiu.Esse sim, vale a pena.

    ResponderExcluir
  3. Pretendo rever sim quando chegar em DVD.

    ResponderExcluir